O pluralismo de Nova Iorque

21 de fevereiro de 2020

O pluralismo de Nova Iorque

Cidade que nunca dorme, assim que Nova Iorque é conhecida. É uma cidade cosmopolita e muito desejada e possui todo seu pluralismo.

Não existe andar por lá sem se deparar com algo diferente em um maravilhoso mix de influências étnicas devido as imigrações de toda a parte do planeta. Andar a pé é, sem dúvida, a melhor opção para quem quer conhecer de verdade essa Big Apple e se esbaldar em tanta informação. Sim, a cada olhar há uma informação diferente: as atrações, as ruas, os museus, os prédios, os jardins, as pessoas…. tudo encanta. Nova Iorque encanta!

A Times Square é um cenário encantador com as luzes e a quantidade maluca de informações em cada centímetro quadrado. Os teatros, as lojas, as pessoas são marca registradas desse lugar imperdível para quem quer conhecer Nova Iorque.

Andar nas ruas de lá é se sentir dentro de um filme. As esquinas (como eu menciono em todas as minhas postagens) são meu maior fascínio. As esquinas são lindas…. os prédios incríveis, todos parecendo cenários.

A arquitetura também é bastante cosmopolita, reunindo referências de arquitetura mundial, com inspirações em cada cantinho. O Empire State é um exemplo disso. Esse edifício foi o mais alto do mundo por 40 anos, até a abertura do World Trade Center. Também foi cenário de vários filmes, talvez o mais conhecido seja o King Kong.

Museus…. ah os museus nova-iorquinos estão lá para todos os tipos de pessoas , para todos os gostos.

Eu, particularmente, amo muito o Moma pela peculiaridade do espaço e diversidade de obras de arte contemporâneas, além das exposições temporárias que me fazem querer ir sempre “de novo” visitar o museu.

O Guggenheim é um atrativo a parte. A sua arquitetura, digna do mestre Franklin Lloyd Wright, dispensa qualquer tipo de comentário…. eu diria que esse museu é “uau”.

Museus como o Museu de História Natural, em um edifício antigo, encantam pessoas de todas as idades, não só pelas exposições, mas também pela magnitude e pelo processo que instiga a curiosidade, e motiva os estudos científicos. É o lugar preferido dos meus filhos.

A maravilhosamente incrível Catedral de Saint Patrick é a maior igreja católica dos Estados Unidos, está num endereço muito nobre, na 5a avenida, entre a 50th e a 51th, lugar onde as grifes se misturam com os carros (táxis amarelos principalmente), os curiosos, os turistas e com os locais.

A 5a Avenida é um espetáculo à parte. Chique e linda, trata-se da mais famosa avenida do mundo. Andando nela podemos nos deparar com lojas sempre incríveis, monumentos importantes, museus…

O hotel Plaza é um ícone que fica na 5a Avenida, diretamente no Central Park.

O Central Park é um parque gigante dentro de Manhattan, um oásis dentro da cidade…. o Central Park é o parque mais visitado do mundo, sendo cenário de muitos e muitos filmes.

Ir até Nova Iorque e não andar de metrô é uma falha gravíssima. O metrô é uma cidade subterrânea na cidade, é um dos mais extensos e antigos sistemas de transporte do mundo.

Outro destaque, o Rockfeller Center possui uma área grande com jardins e restaurantes e, no inverno, é onde uma enorme pista de patinação é montada – isso merece um capítulo à parte para contar do dia que me quebrei toda “mostrando” para os meus filhos como eu era boa patinadora. Eles riem de mim alto até hoje com essa história e minhas costas doem também até hoje quando lembro disso.

Dá para passar horas e horas escrevendo e falando sobre o pluralismo de Nova Iorque, cidade que eu amo. Cidade que todos amam!

@karinakornarquitetura

Leia também:

São Francisco : guia para amantes da arquitetura

São Francisco : guia para amantes da arquitetura – Parte 2

Dicas Nova York

 

Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

instagram logo
@milideiaspormetroquadrado/
logo instagram