Curiosidades dos rivais do Brasil na 1ª fase da Copa

21 de junho de 2018

O maior evento esportivo do planeta finalmente começou! A Copa, além de mexer com os ânimos de muita gente, apresenta-nos um caldeirão cultural sem tamanho.

Copa

Foto: Getty Images

E, nesse intercâmbio cultural, nossos adversários do Mundial de Futebol podem nos ensinar muito mais do que belas jogadas e estratégias de campo.

Pensando nisso, trazemos hoje algumas curiosidades do universo de arquitetura sobre nossos dois primeiros rivais nesta Copa!

Vamos começar pela Suíça, jogo que rendeu o empate de 1×1 no último dia 17. Sua maior referência é, certamente, o trabalho do arquiteto suíço Charles-Edouard Jeanneret-Gris ou, simplesmente, Le Corbusier.

Além de urbanista, escultor e pintor, esse suíço naturalizado francês é reconhecido como um dos principais arquitetos do século XX por trazer uma nova linguagem e perspectiva a esse ramo.

Le Corbusier é o criador do estilo Unité d’Habitation, que segue os padrões de prédios em Marselha, sua mais famosa aplicação desse conceito. Mais do que uma casa, esse projeto é quase uma “declaração”: com a Villa Savoye, o artista formalizou o que é considerado como os Cinco Pontos da Nova Arquitetura – construção sobre pilotis, terraço-jardim, planta livre da estrutura, fachada livre da estrutura e janela em fita.

A partir de 1926, Le Corbusier passou a se aventurar desenhando móveis, atentando-se a medidas e proporções esteticamente harmônicas e funcionais, inspiradas na temática grega.

O segundo adversário é a Costa Rica. Nesta sexta-feira, às 9h, é compreensível que você esteja em uma relação conflituosa quanto a esse país. Mas olha que interessante:  diferente daqui, as ruas e casas costarriquenhas não são identificadas por nomes e números, mas por pontos cardeais e metros de distância.

Casas costarriquenhas – Foto: Getty Images

E dia 27 é hora de encontrar nosso outro rival do Grupo E, a Sérvia. E que belo país, em termos de arquitetura. Belgrado, capital, tem mais de 7 mil anos e é uma das mais antigas cidades da Europa. As catedrais foram por excelência as obras de arquitetura e arte mais representativas da Idade Média ocidental cristã, e a Sérvia tem algumas das mais belas, citando a Catedral de São Sava, em Belgrado.

Uma interessante peculiaridade são as pékaras, nome dado às padarias sérvias. Elas são muito comuns e é possível encontrar uma em cada esquina.

Nesses estabelecimentos são vendidos vários tipos de pães e folhados doces e salgados, e várias delas funcionam 24 horas por dia. Bastante parecidas com as padarias brasileiras, não é mesmo?

Pékaras – Foto: Getty Images

E você? Conhece alguma curiosidade arquitetônica desses países? Escreva então nos comentários! Aproveite também e confira as novidades do nosso blog nas redes sociais – Facebook, Instagram e LinkedIn!

Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

instagram logo
@milideiaspormetroquadrado/
logo instagram
CLIQUE AQUI